Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2007

ACREDITO EM TI... NÃO ACREDITO NO AMOR

Imagem
Acredito no sorriso e na lágrima
Na alegria e na tristeza
Acredito na primeira e na última
Na feiura e na beleza
Acredito na semente e na árvore
Em que ri e quem chora
Acredito no nascer e pôr-do-sol
Na pressa e na demora
No doce cantar do rouxinol
Acredito nas nuvens e nos pingos de chuva
No néctar do vinho e na uva
Acredito na Lua e nas galáxias de estrelas
Em verdades e balelas
Acredito em lutas e esperanças
Em esquecimentos e lembranças
Acredito em desejos e anjos
Na vida e na dor
Acredito em ti…
Não acredito no amor…
Foto: Páginas do tempo... - Hugo Tinoco (olhares.aeiou.pt)

HÁ UMA NUVEM NO MEU CÉU

Imagem
Há uma nuvem no meu céu Que corre à frente do Sol Ele nunca passa por mim Corro atrás dele como corre o girassol
Quando ergo os meus olhos Cego com a tua luz Tens em ti o dom de estrela És tu quem me seduz
Há uma nuvem no meu céu Que escurece o meu dia Pesa sobre mim com um suspiro Nunca deixa a minha fantasia
Aquela nuvem carrega um nome Que abraço outras vezes odeio És tu, sei que és tu… Sei que é teu fogo que ateio
Foto: Hoje estava capaz de me ir embora... - Mariah (olhares.aeiou.pt)

LÁGRIMAS SILENCIOSAS

Imagem
Silêncios aterradores cor de prata
Abrem túneis nos meus pensamentos
As que foram, no passado, grandes ideias
São agora delírios dos momentos

Palavras desconcertantes caem da minha mente
Em passos apressados reflexos de escuridade
Um sossego perturbador chama-me
Lutam em mim a mentira e a verdade

Escorrem pela minha face rasgada
Gotas de água deliciosas
Do meu interior, brotam, olhando para fora
Gritos de lágrimas silenciosas.
Foto: Ponto de exclamação - Mariah (olhares.aeiou.pt)

MINHA CULPA

Imagem
Culpa, minha única companheira no meio das gotas de chuva
Na intranquilidade, assalta-me uma enorme dor
A culpa, a emoção e a pouca razão
Que sinto quando ouço o teu nome
Culpa minha, não sei se sou ainda do teu coração.

Meu único desejo é ser molhado pelas minhas lágrimas
Que lavam a alma em mim
E afogam minhas águas
E quando o céu começa a acalmar enfim
Esperar as tuas doces tréguas
Aqui ficarei quieto assim.
Foto: o dia depois de amanhã II... - Hugo Tinoco

Katie Melua Closest Thing to Crazy

TUA LUZ É A MINHA CELA

Imagem
Olho cego teus laivos dourados
Devorando fusos e horizontes
Ardendo a Oeste de mim
Queimas meus olhos de ardor
Os meus sonhos são o Sol
Os meus sonhos são da tua cor

Apareces veloz pela manhã
Transportas meus sonhos de viagem
Olho-te deslizar ao longe
Revejo-me na tua imagem
Deixas-me só a olhar para trás
Tua cor desaparece-me defronte
Os meus sonhos são como aquele Sol
Que desaparece no horizonte

Sempre que desapareces de mim
Apareces para outro alguém
Os meus sonhos ocultam-se na tua luz
Para ti não sou ninguém
No assento da minha janela
Olho-te triste ao longe
Nos teus laivos dourados
Cumpro a minha penitência
Tua luz é a minha cela. Foto: ... touch... - Bruno Abreu (olhares.aeiou.pt)

ESPERO-TE

Imagem
Espero-te ainda, entre os poemas e as músicas…
Algures, entre a esquina dobrada pelo vento
Entre o cortejo das sombras lúdicas
Compassadas ao ritmo, de um novo alento

Espero-te talvez no meu pequeno espaço
Linha breve de tempo entre o nascer e a morte
Sonho acordar um dia no teu regaço
Desfrutar da minha triste e breve sorte

Espero-te como nau à deriva, em mar de tormento
Em noites de enigmas singulares…cifra inaugural
Reflectindo a luz da tua alma, no meu pensamento
Nas ondas que descansam no gesto nupcial

Espero-te ainda na sombra das flores de laranjeira
Que enfeitam o mais lindo dia da nossa vida
E entre os suspiros e gemidos da nossa vez primeira
Temos a infelicidade para sempre proibida

Espero-te na face escura da Lua
Nos corpos que se unem num poema de amor
Desejo ser o astro, onde dança a alma nua
Cortando o ar…Sem destino, nem pudor

Espero-te bem perto do lado contrário do Sol
Tolhido pela luz danço na tua emoção
És minha guia, minha alma, meu farol
Por ti derrete meu triste e pobre coração Foto: G…

ELEGIA DA ÁRVORE DE OUTONO (ou UM AMOR POR FLORESCER)

Imagem
Através das árvores nuas
Vês o céu fatigado
Apontando coisas que nunca vais conseguir
Se não estiveres aconchegada
Bem pertinho ao meu lado
Olhas o crescer acontecer
Num vai e vem de primaveras
Vês as flores nascer e morrer
Num furacão de quimeras
Olhas e sentes como pode o amor acontecer
Vês a sombra seguir os passos do Sol
Os pássaros rasgam-se em sementes sem vontade
Procuras na minha sombra a verdade
E à beira da árvore nua
Procuro a tranquilidade da tua
Uma árvore é uma lente, um visor, uma janela
De um futuro por amanhecer
Aguardo sereno a mensagem
Á tua beira me eternizo na espera
De um amor por florescer.Foto: l'arbre - honey (olhares.aeiou.pt)

MELODIOSAMENTE

Imagem
Teu corpo treme
Num compasso alegro
Ao ritmo do amor
Despe-se só para mim
Liberta-se do calor
E brilha num sorriso sem fim
Em ondas semibreves
Sempre presentes em mim
És para mim a memória e a língua
A luz e o tempo
No teu corpo sinto a melodia
No bater do momento.
Foto: In My Flowers Garden - António Carreteiro (olhares.aeiou.pt)

Mad world

VOA ATÉ MIM

Imagem
No teu último e derradeiro voo
Consegues dobrar o azul do céu
E fazer das nuvens mais altas
Teu belo e fofo véu
Meus olhos seguem-te com admiração
Por entre laivos de sol e luz
Bate forte meu coração
Em sintonia com o teu
E num voo a pique veloz
Passas bem rente a mim
Oiço a brisa da tua voz
Só tu me tocas assim.
Foto: ... - grENDel (olhares.aeiou.pt)

PELO OCEANO

Imagem
Voamos pelo oceano, eu e tu
Entre sombras e céus cor de romã
Se esperares por mim à tua porta
Chegarei a ti amanhã
Chegarei…
Com os ventos que se dissolvem nos sons do mar
E a voz da brisa a rufar
No colo do vento Norte
No escárnio da espuma do mar
O punho pesado de sonhos
Abrir-se-á para ti como uma pérola
Brilhante, luzente
E navegaremos juntos na minha gôndola.
Foto: Cabo Mágico - Joel Santos (olhares.aeiou.pt)

PARA TI... SIM PARA TI...

Imagem
Amo-te como amo o dia
Cai em mim a tua voz
Numa doce melodia
Amo-te como amo a chuva
Caiem em mim tuas lágrimas
Vindas daquela nuvem
Amo-te como amo o vento
Teu amor é para mim
Meu único e eterno sustento
Amo-te como amo o Sol
Quando olhas para mim
Teu olhar é meu farol
Amo-te como amo a Lua
Caminhas sempre à frente
Teus passos são a minha rua
Amo-te como amo a vida
Teus doces e ternos beijos
A minha seiva preferida
Amo-te…
Foto: Candy Girl - Graça Loureiro (olhares.aeiou.pt)

HINO DA NOITE

Imagem
Oiço-te arrastando tuas vestes
Tuas saias franzidas de escuridão
Assobiando pelas copas dos ciprestes
Sinto a tua presença e poder
Nas câmaras assombradas do breu
Oiço teus sons de amargura e prazer
Como rimas de um velho poeta
Que em qualquer esquina se esconde
Abrigado do vento e da chuva
Que lhe amadurece a fronte
Passas devagar e lentamente
Oh noite de Inverno chuvosa
Estragas até a manhã
Que amadurece medrosa
Espera ansiosa à espreita
O fim do dia de tempestade
Virás novamente mais logo
Não te cansa a idade
Oh noite… Foto: Dizem que vive na transparência do sonho... - Mariah (olhares.aeiou.pt)

BIRDS OF WINTER

Imagem
Birds of winter came to my window
They leave the spring like a widow
And yellow trees of desires
They make all my fires
They don’t know any song
They fly all alone
Their flying is sign
And they fall in my window as a sigh.

Photo: Arrepiada - Maria Isabel Batista (olhares.aeiou.pt)

PÁSSAROS DE INVERNO

Imagem
Pássaros de Inverno vêem à minha janela
Deixam viúva a Primavera
Já não querem brincar com ela
As árvores amarelas de desejos
Acendem todos os meus fogos
Não sabem nenhuma canção
Como a melodia dos teus beijos
Voam todos sozinhos
Seu voo é o sinal de retiro
E caem na minha janela
Como um doce e frio suspiro.
Foto: Olhando prá sombra - Jovino C Batista (olhares.aeiou.pt)

POEMA DO SILÊNCIO

Imagem
Silêncio é falta de palavras
Silêncio é falta de melodia
Silêncio é falta de cor
Silêncio é falta do dia
Silêncio é falta de vento
Silêncio é falta de ser
Silêncio é falta de ramos
Na árvore a crescer
O silêncio é sólido
O silêncio é o silêncio
O silêncio é o amor que oculta o ódio
O silêncio é o curandeiro sonhador
O silêncio é o amante
Quando caímos esgotados em sono
O silêncio é nosso dono
O silêncio é o bater do espírito
O rufar calado das emoções Silencioso
Nos nossos corações. Foto: Shhh - Rui Lebreiro (olhares.aeiou.pt)

ABSOLUTAMENTE

Imagem
Existo simplesmente Em mim mesmo Sem corpo nem nada Existo simplesmente Sou quem não penso e não penso quem sou Não sei donde venho nem para onde vou Encaro-me simplesmente só Nos segredos insondados de um ser Sem perdão e sem dó Encaro-me simplesmente Na revelação de nós Simplesmente Cruzo os segredos da verdade Sou a estrada Procuro o caminho Para não caminhar sozinho.
Foto: o dia depois de amanhã.. - Hugo Tinoco (olhares.aeiou.pt)

SECRETAMENTE

Imagem
És a minha alegria secreta
Quando te olho olhos nos olhos
E desvaneço a distracção triste
Transformo num Outono de fantasia
A beleza que em ti existe
No repouso da alegria
Por segredos mal guardados
Não escapo como alvo da tua seta Ferido de amor em meu coração
Minha alegria secreta.

Foto: Mãos ao ar!! - Miguel Afonso (olhares.aeiou.pt)

ATÉ AO PÔR DO SOL

Imagem
Em campos de verdes prados
Plenos de cor, vigilantes
Meus pensamentos viajam até ao pôr-do-sol

Rochedos abruptos tecem o céu em brados
Enviam ondas azuis e amarelas berrantes
Meus pensamentos viajam até ao pôr-do-sol

O seu cabelo envolve-se em caracóis platinados
Qual cotovia por cima de arbustos e tomilho;
Meus pensamentos viajam
Graciosamente rindo até ao pôr-do-sol

Por cima dos campanários dos templos iluminados
Nada na humanidade consegue o meu fixo olhar
Da terra sou seu filho
Minha vida passa à toa
Meus pensamentos marcham
E viajam até ao pôr-do-sol
Foto: Good Morning Sunshine - Marcos Sobral (olhares.aeiou.pt)

A VOZ DA INOCÊNCIA

Imagem
A flor do girassol Fita, segura, os céus claros Acres de afluência brilhante, amarela Mimetismo Da voz da inocência.
A terra vermelha Tece um silêncio que se dissolve Na selva do vale Os fantasmas são exilados da meditação Pela voz de inocência.
Na teia escolhida Voa uma mosca, vencida à submissão As pastagens de mundos alados são fechadas E a rapina treme Com a voz de inocência.
Foto: os adoradores do sol - Maria Isabel Batista (olhares.aeiou.pt)

OUTONO DE NÓS

Imagem
As folhas... Sussurram o som do nosso passado À terra caímos gelados Nossa canção é cantada pelo vento Em ecos de perda e lamento As águas tornam-se tão frias Como os nossos corações Ficamos incrustados no gelo As flores desaparecem da nossa tristeza E arrefecem as nossas paixões A nossa beleza torna-se débil Cobertos de gelo murchamos A chuva cai como as nossas lágrimas Na pobre terra frágil Os nossos olhos nunca secam Do céu descemos Os brilhos do Sol faltam ao dia Perdidos na escuridade desbotamos E abraçamo-nos na noite fria.
Foto: por cima das palavras já é dia - Mariah (olhares.aeiou.pt)

PERGUNTAS DOS SONHOS

Imagem
Um sonho...
Uma ilusão?
Uma ilusão delirante?
Uma ilusória desilusão?
Uma ilusão desiludida?
Uma grande confusão?
Uma ilusão desmedida?
Um sonho em sono?
Uma ilusão perdida?
Uma vida em sonho?
Uma vida vivida?
Uma vida que sonhamos?
Um sonho que perdemos?
Uma vida que vivemos?
Foto: Memor!es - Ana Coelho (olhares.aeiou.pt)

Olá - Jorge Palma

NA TERRA DO SONO

Imagem
Uma vez tive um sonho Solitário num mar medonho Mil visões me assombraram Sossegaram-me os pássaros que cantaram Iluminaram-me as estrelas que brilharam Tranquilizaram-me as correntes que fluíram Naquela mágica terra do sono.
Foto: . - João Ferreira (olhares.aeiou.pt)

BREVE CANÇÃO DA TRISTEZA

Imagem
Meu corpo um rio de lágrimas
Minha vida
Canção sem refrão
Minha mente floresta de carvão
Minha esperança à espera
Na tua mão.
Foto: Hard to handle - maria joao ferreira (olhares.aeiou.pt)

O POEMA DA VIDA

Imagem
A vida é só uma paragem
Uma pausa no que deve ser
Um lugar de descanso
Um longo caminho
Para a felicidade
Uma doce miragem
Uma doce eternidade
Uma viagem diferente
Com destino a um lugar
Maior do que cremos
E em que cremos piamente
Para alguns a viagem é mais rápida
Para outros mais lenta
E quando a viagem termina
No sonho que se acalenta
Todos reclamamos
Uma grande recompensa.
Foto: Morto ou vivo - Fernando C. (olhares.aeiou.pt)

DESTINO EM TI

Imagem
Mãos frias
Toque sensível
Memórias, fantasias
Falta de ti
Sorriso roubado
Coração falante
Demasiado tempo
Passado adiante
Lágrimas contidas
Entre desgostos
Passagem de tempo
Jogo sem tino
Livro aberto
Nos teus olhos
O destino
Foto: Dary - Marcio Freitas (olhares.aeiou.pt)

CONTINUO A SONHAR

Imagem
Sonho tantos sonhos
Que nunca se realizam
E desaparecem ao amanhecer
Faço tantas súplicas sem resposta
Não tenho nada a perder
Embora seja paciente
Semeio tantas sementes
Para os pássaros desta vida
Nem sempre consequentes
Mas acredito em viver
De cabeça bem erguida
Foto: Awaken (II - A Arca de Não-É) - Jet... (olhares.aeiou.pt)

LUA AMANTE

Imagem
Faço um passeio no mar
Vou com as ondas a voar
Fico com as estrelas no ar
Vejo-te luzir brilhante
Enviar novidades alegres
À tua querida Terra
Como uma ardente
Amante inconstante
Que só e triste desespera
Numa espera incessante
Foto: I wish I was the full moon shining.... - Rui Neto Algarvio (olhares.aeiou.pt)

O ALFABETO DO AMOR (II)

Imagem
Amar num Beijo
No Coração o Desejo
Na Emoção Fantasia
Gosto e Harmonia
Invenção de um Jogo
Ligação do Maravilhoso
Nervoso no Olhar
Pecaminoso na Querela
Um Rumor no Sabor
Táctil a União
Vigoroso (na Paixão)
Um Xis… no Futuro
Zeloso (mas Seguro)
Foto: Like a Flower - Miguel Heuseler (olhares.aeiou.pt)

UM MOMENTO DE BEIJAR

Imagem
Oiço-te chorar baixinho
Pela fresta da porta da frente
E desesperado procuro entrar
O som que oiço não mente
Pareces triste e lamentosa
Reclamas com a tua vida
Melancólica e revoltada
Pareces sinceramente perdida
Encontras-me na tua entrada
Não pensas em mais nada
E num repente fugaz
Beijas-me sem eu esperar
Num beijo leve e audaz
Retribuo essa paixão
Sento-me a teu lado
Aperto a tua mão
Para te acalmares
Ponho-a no meu coração
Respiras agora mais devagar
Olhas para mim de relance
Pedindo quase suplicando
Um momento de beijar.
Foto: Conta-me sobre as sombras do chão quando passas - Sónia Cristina Carvalho (olhares.aeiou.pt)

O ALFABETO DO AMOR (I)

Imagem
Amar
Beijo
Coração
Desejo
Emoção
Fantasia
Gosto
Harmonia
Invenção
Jogo Ligação
Maravilhoso
Nervoso
Olhar
Pecaminoso
Querela
Rumor
Sabor
Táctil
União
Vigoroso
Xis…
Zeloso
Foto: 371 - Alberto Viana d' Almeida (olhares.aeiou.pt)