CONTINUO A SONHAR


Sonho tantos sonhos
Que nunca se realizam
E desaparecem ao amanhecer
Faço tantas súplicas sem resposta
Não tenho nada a perder
Embora seja paciente
Semeio tantas sementes
Para os pássaros desta vida
Nem sempre consequentes
Mas acredito em viver
De cabeça bem erguida

Foto: Awaken (II - A Arca de Não-É) - Jet... (olhares.aeiou.pt)
3 comentários

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal