POEMA DO SILÊNCIO


Silêncio é falta de palavras
Silêncio é falta de melodia
Silêncio é falta de cor
Silêncio é falta do dia
Silêncio é falta de vento
Silêncio é falta de ser
Silêncio é falta de ramos
Na árvore a crescer
O silêncio é sólido
O silêncio é o silêncio
O silêncio é o amor que oculta o ódio
O silêncio é o curandeiro sonhador
O silêncio é o amante
Quando caímos esgotados em sono
O silêncio é nosso dono
O silêncio é o bater do espírito
O rufar calado das emoções
Silencioso
Nos nossos corações.
Foto: Shhh - Rui Lebreiro (olhares.aeiou.pt)

1 comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal