MIL VIDAS E MAIS UMA


Digo eu, que não sou matemático

Nem tal pratico

Que viver mil vidas

É pior do que viver apenas uma

Pode haver mil sonhos desfeitos em vez de um

Podes dormir mais de mil horas

E perder mais de mil dias numa vida

Podes ter mil formas e mil visões

E somando uma por dia

Podes em tristezas somar milhões

Pode ser que a matemática engane a razão

Que faça subtracções sem adição

Pode ser que valha a pena viver mil vidas

Mas seria triste, uma soma de tristezas

Ter que sair mil vezes

Ter que fazer mil despedidas

Foto: s/t - Pedro Li (olhares.aeiou.pt)

3 comentários

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal