PEDIDOS AO MAR


Foi aquilo apenas uma miragem de viagem
Ou estavas nua na praia da tua rua
Estava sentado a teu lado
E a areia e o vento tocavam os meus pés
Numa praia que flutua
De ventos ao invés
As gaivotas pressentiam a tempestade do teu beijo
Ou era apenas um desejo?
Posso pedir mais do que apenas as ondas
Posso pedir o teu mar
Posso pedir para me afogar
Posso pedir mais do que apenas a areia da praia
Posso pedir para desabotoar esse vestido de cambraia
Posso pedir apenas a carícia
Posso esquecer a malícia
E ser apenas eu…
Ou então…
Posso pedir apenas o mar
E uma jangada para o atravessar

Foto: Concha no banho - João Godinho (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal