GRITOS NA TARDE



Ouve-se um grito de dor
Pelas curvas sombrias da tarde
Será um grito de lamento
Gemido por alguém a sofrer
Ou apenas um grito de amor
De um coração está a doer
Não parece lamento
Nem gritar por gritar
Será mesmo grito de amor
Gemido por alguém a sofrer
É um gemido sentido
Sob a forma de grito atroz
No virar da esquina consigo
Discernir a tua voz
Uma voz que chama por mim
Num lamento sofrido
Queria ficar contigo
Lamento ter-te perdido
Não queria fazer-te sofrer
Nem tão pouco magoar
Mas esse coração a doer
É uma dor que há-de passar
A vida tudo cura
Mesmo a pior dor do mundo
Apesar do sofrimento sabes
Que te amo lá no fundo
Foto: The days are long... - Sweetcharade (olhares.aeiou.pt)
3 comentários

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal