Flash II – Estética do pensamento

Ouvi há uns tempos atrás que um homem que caminha curvado se curva para guardar os seus pensamentos. Não porque esses sejam bons ou maus mas porque são seus. Foram construídos por si na sua lógica humana. Têm uma razão e uma construção estética. Não há exatidão no pensamento e por isso o pensamento é por natureza esteticamente imperfeito. O pensamento perfeito não existe. A imperfeição estética é também o que permite que o pensamento seja livre e único.

Não há dois olhos iguais, duas razões iguais, dois pensamentos iguais. Por isso não duas estéticas iguais.

É essa a liberdade da beleza e da fealdade.
Foto: RC
 
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal