bom português


Nenhuma das palavras da língua que falas e balbucias
É mais forte que o que sinto e canto
És tu essa língua de uma língua península
Sílaba europeia de fim de frase
Que fazes anos sempre que a separação nos alimenta
Que cantas uma língua de menta
E sangue
Que alimentas mas e porquês
Para ser complexa


A língua português
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal