amor encarnado



No dia do decreto de ofício
Em que me calhar em rifa ser votado ao sacrifício
Ser comido por bichos não!
Quero três coisas
Para além de todas as outras
Ser mandado ao vento suão
Um terço, no montado de sobro mais fresco que houver
Na seara se não houver
Outro terço, ou um pouco menos
Nas águas das ribeiras que se entrecruzam
E o terço que falta, ou um pouco mais
Se puder ser
Se houver dia
No corredor do lado esquerdo
Onde jogou Chalana ou Di Maria






Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal