Mudança de estação


Desliga o botão e apaga a noite
Limpa os pés
Limpa o tapete
Dá-lhe um açoite
Deixa sair o verão
Deixa mudar a estação
Não cantes agora
Que acordas os pássaros
Não olhes agora
Que acordas a lua
Grita agora
Mas muda apenas o ângulo dos lábios
Que gritos certos
Tornam-se na estação certa
Gritos sábios
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal