Da tua boca o meu poema (Fado)

Quando um dia me cansar de cantar
Os versos que em tua luz me iluminaram
Hei-de cantar com toda força
As frases e as vozes que na vida me falaram

Hei-de cantar com toda força
As frases e as vozes que na vida me falaram

Calei-me tantas vezes perante a vida
Que ela me julgou um malfadado
Foram só os versos que me fizeram
Senhor e pobre escravo do fado

Foram só os versos que me fizeram
Senhor e pobre escravo do fado

Fiz das rimas a minha canção
De ser tua inspiração o meu lema
Fiz dos teus olhos a inspiração
Da tua boca o meu poema

Fiz dos teus olhos a inspiração
Da tua boca o meu poema

Agora quando canto, canto fado
Canto os teus olhos e a tua boca
Mesmo que o oiças mal cantado
È verdade o que ouves, não estás louca

Mesmo que o oiças mal cantado
È verdade o que ouves, não estás louca

Enviar um comentário