Azelhices

Não contar nas contas de outros
É quase como amachucar as orelhas
Quando puxamos a blusa pela cabeça
Feitos azelhas
E os olhos desatinados
Quando nos olhamos
Fazem sombra mesmo fechados
Não contar
É mesmo isso
Gritar
Fazer a voz dar a volta
E voltar
Enviar um comentário