TORGAndo

Haverá ainda neste mundo
Algo que anime mais a alma
Do que um sonho
Sonhado com calma
Sonhado e pensado
Se colhe assim nos sonhos
O futuro
Puro e impuro
Mais escuro que um muro branco
Mais alvo que um muro escuro
Por vezes é bom “torgar”
E manter desperto
E manter o futuro
Puro como um deserto?
Ou ser poeta atrás do muro
Só e encoberto?
Ou na ribalta
Nu e descoberto

* Miguel Torga (Confiança)