Fiz amor de poema feito

Não sei bem se imaginei fazer um poema de amor
Ou fazer amor com um poema
E lê-lo devagarinho
Suspeito, sorrateiro
Entre lençóis de linho
Não sei bem se imaginei perder o jeito
E em vez se fazer um poema de amor
Fiz amor de poema feito
Não sei se faço poemas
Ou se faço amor
Se escrevo certo ou errado
Mas sei que o amor é como um poema
Não sabemos bem
Se é amado
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal