Curtas de Verão (VIII): Discursos

Fossem Platão e Aristóteles vivos
E dariam voltas e voltas
À espera dos melhores silêncios
No discurso político
E tal seria a revolta
E de alguns, o destino aforístico
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal