Curtas de Verão (V): Erudição


Absorvo da ciência apenas o que não é erudito
O sumo da laranja e do limão
E mais algo que possa segurar nas costas da mão
Num equilíbrio imperfeito
Onde gravo os olhos e a razão
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal