Curtas de Verão (II): Sufoco


Um beijo repicado
Um ar já respirado
Beijar um beijo beijado
Que inútil e sufocado
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal