uma pequena fantasia

Choviam pétalas de rosas
A lama era mel
A montanha um rebuçado
A nuvem um papel
Era perfume o vento
Arco-íris o batel
Era cristalino o mar
Leve o meu respirar
Algodão doce a espuma
Transparente o luar
Todos os peixes sereias
Todas as casas castelos
Com varandas sem ameias
A chuva era ouro
O Sol um tesouro
Não era esforço rir
Mas apenas um sentir
Viver não era fantasia
Era apenas ser alguém
Apenas por um dia
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal