LOUCO


Lembra-me este Sol de Primavera
Estradas de caminho do sul ao norte
Caminhos de pedra sem destino
O nevoeiro pardo, fino
Um espaço falso que ocupa o que sou
Uma prenda que enfeita o mar da incerteza
Uma luz que mostra o que tenho
O escuro que oculta o que desdenho
É mais que um caminho
É um destino
O que se esconde no teu sorriso
É mais que tudo o que pensas
Ser assim louco e gigante
Ao mesmo tempo
Passar de povo a infante

Foto: Um Louco Num Mundo de Loucos - Victor Jesus (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário