O APESSOAMENTO DA ESCRITA



Vesti o que não quis, nem olhei
O que podia vestir não quis
Só depois pensei
Que ao vestir-me errei
"Quis tirar a máscara
Estava pegada à cara"*
Na crosta de uma chaga que não sara
Deitar fora a roupa não resulta
Nem trocar o corpo e a cara
Teria ainda que pagar multa
Por vestir o que não quis
Ou pelo menos porque o fiz

*Álvaro de Campos - Tabacaria
Foto: O poeta Pessoa - João Tavares da Silva (olhares.aeiou.pt)

Enviar um comentário