O CHÃO, APENAS


Seria eu apenas uma gota de chuva
Que te escolhe para molhar
E tu o chão de terra
Que escolho para morar

Seria eu o raio de Sol
Que te escolhe para aquecer
E tu apenas a sombra
Onde descanso ao entardecer

Seria eu a noite e o dia
E tu as minhas horas

Seria eu o norte e o sul
E tu a minha diáspora

Se fosse tudo verdade
Seria eu a tua cidade
Não serias apenas o sonho
Dos poemas que componho

Se...

Foto: Bianca - KarolSiwek (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal