DELÍRIOS CURTOS (V)

E se como por simples magia
Acordasse eu na luz do teu dia
E fizesses das minhas lágrimas de alegria
A água com que lavas a face
Isso seria apenas magia?
Ou é assim só na poesia?

Foto: s/t - Miguel Santos (olhares.aeiou.pt)

Enviar um comentário