POEMA INCONDICIONAL


Se sou Lua serás luar
Se sou água serás a chuva
Se sou dia serás o Sol
Se sou mão serás a luva
Se sou noite serás farol
Se sou igual serás diferente
Se sou mentira serás verdade
Se sou pensamento serás a mente
Se sou virtual serás a realidade
Se estou aqui estarás ausente
Se sou bom serás a maldade
Se sou amargo serás mel
Se sou doce serás fel
Se sou preto serás branca
Se sou branco serás transparente
Se quero ficar sozinho
Queres estar com toda a gente
Se sou casa serás a rua
Se fores minha serás tua
Se secares ficarei molhado
Quando foges fico aqui
Quero só estar ao teu lado
Se és árvore sou a sombra
Se és dinheiro eu sou a compra
Se o teu dinheiro é pouco
Mesmo assim serei teu troco
Se sou calmo és agitada
Se falo ficas calada
Quando rio ficas séria
Não dás uma gargalhada
Se és corpo sou teu vestido
Se és culpada estou absolvido
Se me amas quero-te
Se me queres choro-te
Se me choras odeio-te
Se me odeias adoro-te

Foto: 229 - Sun&Moon - (olhares.aeiou.pt)

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal