O MEU LUGAR É NA TUA POESIA



Reparo agora que o meu lugar é na tua poesia
Onde me alimento e acordo para o dia
Onde o meu acordar é um sono inverso
Onde leio e releio no teu corpo o verso
Como a flauta com que me adoças a boca

Vejo agora mais claras estas linhas cantadas
Tua música suave transpirada do teu corpo
Preenche em mim uma pauta de vida oca
E assim cantada esta breve canção na tua voz
Em letras de versos caídos da tua árvore

Que agarro firme e ensaio nos teus ramos
Ensaia comigo essa dança de folhas ao vento
Ensina-me, quero aprender os teus caminhos
E faz com que a minha letra
Seja da tua música

O mais simples alimento


Foto: ... - grENDel (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário