CANÇÃO DE ADEUS HOJE E AMANHÃ


Adeus às cores de fogo
Escuras como o breu
Que se abrem num jogo
De azul como o teu céu
Adeus aos silêncios quebrados
Voando em folhas de Outono
Nos teus desejos gelados
Cristalizados no abandono
Adeus àquela correnteza da minha janela
Adeus hoje e amanhã
No odor de uma flor amarela
Perdes-te como uma estranha
Adeus vida fútil e barata
Delírio de abstracção
Em ti ecoa em cascata
A canção que canta no meu coração.

Foto: Esqueci-me de viver... - Mariah (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal