MINHA FLOR DA MANHÃ



Queria olhar o céu de cima
E ver-te florir na manhã
Teu cabelo emaranhado
Tua pele de maçã
Suave a pele
Belo o teu cheiro
São só cinco minutos
Deixa-me amar-te primeiro
Depois do banho
Assim húmida e molhada
Ficas ainda mais gostosa
Minha feliz amada
À tarde chegas a casa
Cansada mas deslumbrante
Manténs ao longo do dia
Essa aura nobre e brilhante
Outra noite…
Outro dia…
Sem ti minha vida
Seria oca e vazia.

Foto: Irradiando beleza - Maria Isabel Batista (olhares.aeiou.pt)
1 comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal