LÁGRIMAS DO TEMPO

Lágrimas do tempo
Lá fora no chão a bater
É a chuva de Inverno
De manhã ao amanhecer

Chuva de Inverno
Bem cedo no Outono
Deixa-te ficar calada
Estou ainda com sono

Deixa-te ficar calada
Não vês que estou a dormitar
Faz um pouco de silêncio
Não são horas de acordar

Faz um pouco de silêncio
Faz-me esse pequeno favor
Já me acordaste a mim
Não acordes o meu amor
Enviar um comentário