VOZES



Dizem por aí que me amas
Acredito nessas vozes da aldeia
Diz-me tu que é verdade
Enrola-me na tua teia
Assim embrulhados os dois
Sentimos nossos calores
Acredito nessas falas do povo
Não são apenas rumores
Vozes sábias as que falam
De um amor doce e belo
Tudo farei meu amor
Para não voltar a perde-lo
Não posso viver sem ti
Apesar de triste e calado
Morrerei certamente
Se não estiveres a meu lado
Deixa-te estar assim
Bem embrulhada em mim
Se o mundo acabasse agora
Poderia morrer assim

Foto: Insanity - Joana Reis (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário