NÃO HÁ SEGREDOS NO VENTO



Não há vento
Não há lamento
Não há lavra
Não há palavra
Não há tempestade
Não há verdade
Não há segredo
Nos segredos do tempo
Os segredos o vento
Para longe de mim e de ti
Naquilo que o vento faz
Vivemos um amor
De guerra e de paz
Um amor assim bipolar
De tanto vento e lamento
Na alegria e na tristeza
Apenas dá que pensar

Foto: #087 - André Viegas (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário