A MINHA VIDA



Terramoto de ilusões perdidas
Dança irreal de paixões proibidas
Turbilhão de emoções contidas
Uma vida de visões vividas
Uma ilusão por viver
Uma paixão proibida
E uma vida por viver
Uma paixão que é uma dança
Emoção em turbilhão
Uma imagem lembrança
Que me aquece o coração
Um coração partido
Cansado de tanto viver
Tantas emoções e ilusões
E uma vida por viver
Viver assim deslumbrado
Por uma paixão proibida
Emoções e ilusões
É assim a minha vida
Foto: November Rain - Alba Luna (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal