MINHA POESIA SABE A SAL



Minha poesia sabe a sal
Quando a vida em ti escurece
Mas tem um doce sabor
Quando perto de ti amanhece
Minha poesia sabe a fel
Quando não estás por perto
Mas pode saber a mel
Quando me sinto liberto
Minha poesia é agridoce
Quando não te encontro em mim
Sabe a incerteza e dúvida
De estares perto de mim

Foto: Sal da Terra - J. Pedro Martins (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário