COLORIDO



A luz do dia desaparece no horizonte
Espelha-se no azul do céu
Que nos olha ali defronte
Os rios não correm para o mar
E eu perco o Amor que é teu
Os passarinhos deixaram de esvoaçar
O colorido das flores desmaiou
E eu perco a noção da cor
E o sentido de ser
Ao saber que nosso amor findou
Faz falta algo que dê amor
À tarde das nossas vidas
Para que num próximo amanhã
Antes de estarem perdidas
Voltem a ser manhã

Foto: Orange - Paulo Medeiros (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário