VIESTE SOZINHA



Vens sozinha pelo caminho mais longo
Nada te pára para chegares a mim
Nada te pára para saíres de ti
Vens sozinha
Mas por porque caminhas assim?
Vens séria e determinada
Nada te pára para vires até aqui
Nada te parou para aqui chegares
Vens sozinha
Pareces à procura de nada
Espero-te serena e calmamente
Nada te parou para aqui chegares
Chegaste onde querias
Vieste sozinha
Mas a partida será diferente
Sairás acompanhada
De mim e do meu ser
Sairei contigo para a vida
Jamais te sentirás perdida

Foto: If I aint´t got you - avalon: Paulo Franco (olhares.aeiou.pt)
1 comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal