SONHOS DELIRANTES



Tal como um sonho delirante
Em que só te vejo a ti
Vivo a vida num instante
Instantâneo e breve
Como se me sentisse mais leve
Quando estás perto de mim
Sonho contigo acordado
Com a leveza do teu corpo
Quero continuar a sonhar contigo a meu lado
Delírios de uma mente amante
Sonhos de um homem
Que se esgotam num instante
Quando estás longe de mim
Impossível sonhar assim
Só e sem ti aqui
É como se ao sonho faltasse o delírio
E como se ao delírio faltasse o sonho
Sonho contigo
E tu
Sonha comigo
Boa noite

Foto: Dia de Pesca - Marta Ferreira (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário