PROCURANDO ALGO…






Pelo jardim caminho
No meu passeio tardio e gasto
As pedras da calçada parecem cansadas
E suam, à minha passagem, sozinho.

O ar é refrescante
É interessante ouvir
O tresmalhar dos ramos e das folhas
Como se a brisa do meu ir
Fizesse movimentar todos os corpos
Num movimento constante

Mas, há também outros a caminhar
Mas, esses, tal como eu, passam sombrios
Procurando no chão
Algo que não encontram no ar
Algo que só o AMOR pode dar

É urgente encontrar o AMOR…
Foto: Uma sombra de ti - Ruben Vilas Boas (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal