LEVA-ME NOS TEUS OLHOS



Olha para mim
Vê-me como sou, olha bem
Não me vejas onde não estou
Olha para mim
Não vejas quem não sou
Vê-me com olhos de ver
Olha para mim
Não baixes os olhos
Não sou uma miragem
Olha para mim
Estou aqui
Olha-me com coragem
Como eu olho para ti
Olha para mim
Não me deixes calado
Não é esse o meu fado
Olha para mim
Com olhos de olhar
E se partires
Olha para mim
E leva-me nos teus olhos
A voar e a olhar
Para ti

Foto: Um Olhar - António Stª Clara (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal