DE MÃO DADA PELA RUA




Estou triste e desanimado
Relutante e receoso
Não vejo nada de bom
No que a vida me tem dado
Vivo a vida por arrasto
De uma qualquer força
Desde que numa tarde de Agosto
Te avistei
Linda moça
Não olhaste para mim
Nem sequer te interessei
Mas comigo pensei
Porque sorrias assim
Assim linda e alegre
Pela vida caminhavas
Com alguém muito amado
Os dois de mãos dadas
Ver-vos assim amantes
Renovou em mim a esperança
Que algo em mim
Pudesse ser como dantes
Quando antes de uma vida
Nua e crua
Também caminhava com alguém
De mão dada
Pela rua
Foto: ...Touch me... - Ricardo Costa TattooDevil (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário