SÓ PARA TI



Para ti, e só para ti
Não me consegues curar
Tu podes ser quem
Eu insisto em procurar
Para ti, e só para ti
Não te consigo esquecer
Tu és para mim especial
Mas não te posso ver
Para ti, e só para ti
És uma causa sem cura
Vou continuar por aí
Sozinho à tua procura
Para ti, e só para ti
Que queres a verdade
Abalaste sem querer
A minha fragilidade
Para ti, e só para ti
Que te dizes tão segura
Anda, vem daí
Vem também à procura
Foto: Assim te ofereço a morado do sossego - Mariah (olhares.aeiou.com)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal