MIL BEIJOS

Sentes-te triste e deprimida?
Não gostas destes meus modos
Queria mandar-te mil beijos
Tenho medo de gastá-los todos
Mil beijos de ternura
E mais mil de amizade
Ainda mil sem dor
Mil beijos de amor
Ficam ainda mil para gastar
Para quando te encontrar
Mais mil quando te abraçar
E mais mil para te amar.
Foto: 332 - Alberto Viana d´Almeida (olhares.aeiou.com)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

POEMA DE INDECISÃO

Natal