CAMINHAS




Indiferente, leve e segura
Segue à frente da vida
Ciosa de uma paixão
Que não é proibida
Indiferente, leve e segura
Ergue a cabeça e corre
Para os braços de alguém
Daquele amor que não morre
Indiferente, leve e segura
O futuro e já agora
Um imenso presente
Que espera à tua porta
Indiferente, leve e segura…
Foto: A dança - Mariis (olhares.aeiou.pt)
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

POEMA DE INDECISÃO

ESPERA MENINA, PELO BARULHO DOS GUIZOS

Natal